Geral

Bar e restaurante do Rio podem voltar a ter música ao vivo sem pista de dança

A prefeitura do Rio de Janeiro permitiu, a partir desta quinta-feira (1), que bares e restaurantes ofereçam música ao vivo, desde que as pistas de dança, caso existam, permaneçam interditadas. Casas de shows também podem funcionar, com restrições, mas boates seguem proibidas de abrir, assim como continuam vedadas rodas de samba, atividades em quadras de escolas de samba e permanecer na praia. Cinema com pipoca, aulas de hidroginástica e eventos como batizados e casamentos também estão liberados, com restrições para tentar evitar aglomerações. As novas regras fazem parte da fase 6B de flexibilização da quarentena.

As casas de show precisam ter lugar marcado, venda de ingressos pela internet e limitação a 50% da capacidade de público. Cinemas e teatros, que estavam autorizados a reabrir com metade da capacidade desde 14 de setembro, passam, a partir desta quinta-feira, a poder vender comida e bebida aos clientes. Lonas culturais, arenas e circos também podem reabrir. Em todos esses casos, é indispensável que sejam seguidas as regras de ouro, como uso de máscara e higienização constante das mãos, e cumpridas as determinações legais para evitar aglomerações.

Casamentos, batizados e cerimônias diversas também podem voltar a acontecer, mas com restrição na quantidade de público, limitada a um terço da capacidade do local onde sejam realizados. A mesma regra vale para casas de festas infantis. Estão liberados eventos de entretenimento em espaços abertos e fechados, exceto rodas de samba e atividades em quadras de escolas de samba. Feiras de arte e artesanato também podem voltar a ocorrer, assim como a reunião de food trucks em eventos de gastronomia.

Nos clubes e academias, as aulas de hidroginástica estão permitidas, mas com limite de 50% da capacidade de público.

“A fase 6B tem previsão de 15 dias, e então será feita uma avaliação. É a última fase dessa retomada de atividades econômicas que iniciamos em junho. Em seguida poderemos passar ao período conservador, e espero que as pessoas estejam conscientes da necessidade de usar máscara, manter a higienização das mãos e evitar aglomeração, até que tenhamos a vacina contra a covid-19”, disse o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos).

Flávio Graça, superintendente de educação da subsecretaria municipal de Vigilância Sanitária, subordinada às secretaria municipal de Saúde, reforçou o pedido para que as pessoas respeitem as regra de ouro: “Se ninguém deseja o retorno à quarentena, é muito importante que todos contribuam, cada um com sua parcela, mantendo o padrão de comportamento dentro do novo normal”.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar