Mundo

Banco Mundial pronto para mobilizar recursos para o Líbano

Banco Mundial pronto para mobilizar recursos para o Líbano

Socorristas fazem buscas após explosões no porto de Beirute, em 5 de agosto de 2020 - AFP

O Banco Mundial (BM) informou nesta quarta-feira que está pronto para mobilizar recursos para o Líbano após as enormes explosões que assolaram Beirute na terça-feira, deixando mais de cem mortos e milhares de feridos.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

A organização multilateral disse em comunicado que pode “usar sua experiência para uma rápida avaliação de danos e necessidades, além de desenvolver um plano de reconstrução”.

Ele propôs “compartilhar lições e experiências em todo o mundo sobre processos de recuperação e reconstrução de desastres”, além de “participar ativamente de uma plataforma com os parceiros do Líbano para mobilizar apoio financeiro público e privado”.

O Banco Mundial, que havia concordado em abril com um empréstimo de US$ 120 milhões ao Líbano em apoio ao setor de saúde, disse estar disposto a “reprogramar” esses recursos e “explorar financiamento suplementar”.

O Líbano está passando por uma grave crise econômica, marcada por uma depreciação de sua moeda, hiperinflação, demissões em massa e restrições drásticas no setor bancário.

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea