Economia

Banco do Brasil lança crédito imobiliário com correção pela inflação

O Banco do Brasil oferece desde a segunda-feira, 9, o financiamento imobiliário indexado ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o indicador oficial de inflação. Com isso, os clientes do banco poderão escolher entre duas modalidades de correção do saldo devedor: taxa referencial (TR) ou IPCA, nas linhas do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e Carteira Hipotecária (CH).

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Para a contratação da nova modalidade, as condições são: imóvel residencial, Sistema de Amortização Constante (SAC); valor do imóvel de até R$ 1,5 milhão (SFH) e acima de R$ 1,5 milhão (CH); porcentual de financiamento de até 70% do valor do imóvel e prazo até 180 meses.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será permitido na modalidade SFH.

As taxas de juros começam em 3,45% ao ano mais IPCA e variam conforme o prazo da operação e o nível de relacionamento do cliente com o BB.

De acordo com o banco, o produto é destinado somente a clientes com maior renda – private e estilo.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea