ISTOÉ Gente

Bailarina lésbica demitida do Faustão diz: “Espero não ter sido por preconceito”

Crédito: Divulgação/TV Globo

Karina Barros trabalhou no Domingão do Faustão por três anos (Crédito: Divulgação/TV Globo)

No último domingo (14), a direção do Domingão do Faustão demitiu 11 bailarinas da atração. Entre elas, estava Karina Barros, que foi a primeira a assumir publicamente ser lésbica.

Em contato feito pelo Notícias da TV, ela garantiu que não sabe o motivo da dispensa, já que não figurava na lista das mais antigas e nem das que estavam acima do peso. “Falaram em renovação do quadro. Espero não ter sido por preconceito”, disse.

“Assim que eu assumi ser lésbica, o Faustão veio falar comigo e disse que me apoiava. Nunca senti preconceito por parte das meninas, nem da produção. Mas a gente nunca sabe o que passa na cabeça dos outros”, completou.

Karina está com 21 anos, ficou por três anos no quadro das bailarinas do Faustão e também trabalha como modelo. Ainda na entrevista, ela diz que já vinha se preparando psicologicamente para uma possível demissão.

“Acontece todos os anos, mas desta vez foi um grupo maior. Claro, que a pessoa fica sem ação na hora de receber a notícia, mas encarei numa boa”, completou.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?