Geral

BA: Empresário é acusado de agredir quatro pessoas em resort de luxo

Crédito: Arquivo pessoal

O empresário Leonardo Bruno de Oliveira Freitas, de 29 anos, está sendo acusado de agredir um grupo de quatro pessoas durante uma discussão no sábado (27) no hotel Vila Galé Marés, em Camaçari (BA). A confusão teria ocorrido na piscina do resort de luxo. As informações são do Uol.

Uma das pessoas agredidas durante a briga foi a psicóloga Valentina Baldino, de 30 anos, que mora em Florianópolis (SC). “Eu levei dois socos no rosto e no olho, tapas, empurrões, bebi muita água da piscina. Não estou conseguindo enxergar direito, estou com muita dor no corpo, na minha mandíbula”, contou a mulher ao Uol.

Valentina estava acompanhada do namorado, o corretor de imóveis Augusto Amorim, 29. Segundo a psicóloga, o empresário partiu para a violência depois de usar o filho de 4 anos para provocar o grupo. Conforme o relato de Valentina, o menino brincava com uma “boia gigante” e, vez ou outra, esbarrava no casal, que reclamou do comportamento da criança.

Em seguida, uma mulher, que seria avó da criança, não teria gostado da queixa e começou a insultar a psicóloga. “A gente pediu, com toda a educação, que ele fosse para outro canto da piscina, a piscina era gigantesca. Mas ele continuava a jogar água para todo lado”, relata Valentina.

Após os insultos, Valentina achou que a mulher havia se acalmado. No entanto, pouco tempo depois, a mulher e o grupo em que ela estava voltaram a provocar o casal. “Eles empurravam a boia de propósito na nossa direção. Depois, não sei o que aconteceu, foi tudo muito rápido, eu escutei alguém gritando: ‘bate neles, bate neles. São eles que não gostam de criança'”, relembra a psicóloga.

Além do casal, o bancário Bruno Figlioli, 31, e o médico Renato Hideki, 32, também foram alvo das agressões.

Instagram will load in the frontend.

Empresário diz que foi agredido primeiro

Ao portal Metrópoles, o empresário, do Distrito Federal, afirmou que Valentina está mentindo. De acordo com Leonardo, ele teria sido agredido primeiro, após o casal se incomodar com a criança. “Ela me deu um murro. Dali para frente, veio o namorado dela e mais três rapazes para cima de mim”, relatou.

Os envolvidos foram para delegacia e registraram boletim de ocorrência do caso. A 33ª DT (Delegacia Territorial) de Monte Gordo, em Camaçari, está responsável pelas investigações.

Em nota ao Metrópoles, o resort Vila Galé Mares informou que os “procedimentos cabíveis foram tomados imediatamente e que toda assistência foi (e está sendo) prestada junto aos envolvidos”. A administração do local ressaltou ainda que o caso foi “absolutamente pontual”.

“A Vila Galé não compactua com atos de violência e repudia qualquer manifestação desta natureza. Informamos ainda que o hotel está colaborando com a investigação em curso”, diz a nota do hotel.

Veja também
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Theo Becker comemora saída de Sônia Abrão da RedeTV!
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio