Comportamento

Avão libera combustível sobre escola em pouso de emergência em Los Angeles

Avão libera combustível sobre escola em pouso de emergência em Los Angeles

Avião da Delta teve que voltar ao solo por um problema em um motor - AFP/Arquivos

Um avião a caminho do aeroporto de Los Angeles para um pouso de emergência precisou liberar combustível do ar, e ele caiu sobre o pátio de uma escola, causando ferimentos leves em 20 crianças e onze adultos.

O querosene do avião também caiu sobre outro centro educacional, mas sem causar nenhum dano.

A aeronave da Delta, que percorria a rota Los Angeles-Xangai, precisou voltar pouco depois da decolagem devido a “problemas com um motor”, disse à AFP Adrian Gee, porta-voz da companhia aérea.

“A aeronave pousou sem problemas após uma liberação de combustível para reduzir o peso de aterrizagem”, acrescentou.

Parte do combustível liberado caiu sobre a Park Avenue Elementary School, 30 km ao leste do aeroporto LAX. Ele também caiu sobre outra escola no sul de Los Angeles, mas ninguém ficou ferido.

O distrito escolar informou que “estudantes e funcionários estavam no pátio quando aparentemente foram atingidos pelo combustível”.

As autoridades imediatamente chamaram os paramédicos, que trataram principalmente de irritações na pele e pequenos problemas respiratórios.

“Todos os ferimentos foram pequenos, sem necessidade de transportar ninguém da escola ao hospital. Não há ordem de evacuação na área”, afirmou.

A agência reguladora da aviação civil, a FAA, abriu uma investigação sobre o incidente, assinalando que há “procedimentos especiais de liberação de combustível para aeronaves operando dentro e fora de qualquer grande aeroporto dos Estados Unidos”.

“Estos procedimentos incluem liberar o combustível em determinadas zonas despovoadas, em maior altitude, de maneira que o combustível se disperse antes de chegar ao solo”, informou a FAA no Twitter.

Josue Burgos, de 11 anos, que fazia aula de educação física quando ocorreu o incidente, pensou que “era chuva, mas depois soubemos que era gasolina e todo mundo começou a correr”.