Esportes

Auxiliar destaca ‘luta até o fim’ e explica desfalques do Palmeiras em empate com Santos

João Martins justificou as ausências de Gustavo Scarpa e Rony para o clássico na Vila

Auxiliar destaca ‘luta até o fim’ e explica desfalques do Palmeiras em empate com Santos

Mesmo sem somar os três pontos, a comissão técnica do Palmeiras aprovou a luta dos jogadores para superar os desfalques e deixar a Vila Belmiro com o empate contra o Santos, neste sábado (5). No clássico, além dos desfalques dentro de campo, o Verdão também não contou com seu treinador, Abel Ferreira, infectado com Covid-19.

Após a partida, seu auxiliar, João Martins, destacou o espírito de luta e explicou a ausência de Rony e Gustavo Scarpa na equipe titular. Segundo Martins, o desgaste físico pesou na escolha de poupar o atacante e também foi sentido por alguns jogadores que foram para o jogo. O auxiliar, entretanto, destacou que o Palmeiras apenas lida com isso porque está vivo nas três competições.

– Só falamos do desgaste físico porque estamos em todas as competições, jogamos de três em três dias, não é sempre fácil. Temos tido sempre desfalques, expulsões, Covid, e isso só acontece porque temos jogos de três em três dias. Nesse ano atípico temos que estar preparados para isso – afirmou.

>> CONFIRA A TABELA ATUALIZADA DO BRASILEIRÃO


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Apesar dos desfalques, Martins deu parabéns ao grupo pela resiliência durante a partida.

– Dar os parabéns à equipe por lutar até o fim, mesmo depois jogando com dez, soube estar junta, sofrer junta e parabéns a todos – disse.

Além de Danilo, Gabriel Menino e Gustavo Gómez, suspensos, o Palmeiras também não contou com Patrick de Paula, lesionado. Outros desfalques de última hora foram Rony e Gustavo Scarpa.

Segundo Martins, a ausência do camisa 14 ocorreu em razão do protocolo utilizado pela CBF para lesões na cabeça. Como Scarpa teve uma concussão na partida contra o Delfín, é obrigatório que ele permaneça em repouso por três dias:

– Fomos obrigados a cumprir esse protocolo, mas amanhã, em princípio, já começa a trabalhar novamente com a equipe – afirmou.

Rony, por sua vez, foi poupado em razão do desgaste físico das partidas. A comissão técnica escolheu deixar ele de fora pela segunda partida para evitar que ele se lesione.

– Temos que gerir, todos os jogos são importantes, temos que medir os riscos com o Núcleo de Saúde e Performance. São decisões difíceis, mas tínhamos que tomar atitudes para não perder o jogador por mais tempo. Foi uma decisão de todos – explicou.

O Verdão volta a campo na próxima terça-feira (8), quando inicia a fase de quartas de final da Libertadores da América contra o Libertad, do Paraguai. A bola rola às 21h30, no estádio Defensores del Chaco.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel