Economia

Autoridade do BCE diz que taxas de juro serão elevadas “muito em breve”

FRANKFURT (Reuters) – O Banco Central Europeu (BCE) deve decidir em sua próxima reunião o fim do seu programa de estímulo em julho e aumentar as taxas de juro “muito em breve” depois disso, afirmou um dos responsáveis pela política monetária do BCE, Pablo Hernández de Cos, neste sábado.

O presidente do banco central espanhol se juntou a autoridades do BCE defendendo o primeiro aumento na taxa de juros em mais de uma década para conter os maiores níveis de inflação desde que o euro foi criado e evitar que o aumento de preços se consolide.


O BCE está atrás de seus pares globais no aumento dos custos de empréstimos e está até colocando recursos no sistema financeiro por meio do seu Programa de Compra de Ativos (APP, na sigla em inglês), o legado de uma década de luta contra a inflação baixa demais.

“Agora encerraremos, muito provavelmente será a decisão em nossa reunião em junho…o APP em julho”, disse De Cos, em um evento organizado pelo alemão Bundesbank. “E depois começaremos a discutir e muito em breve aumentar as taxas de juro.”

A inflação da zona do euro atingiu um recorde de 7,5% em abril e mesmo medidas que desconsideram custos de energia e alimentação estão bem acima da meta de 2% do BCE.

(Por Francesco Canepa)