Comportamento

Autores do assalto no museu de Dresden são procurados na Alemanha

Autores do assalto no museu de Dresden são procurados na Alemanha

Algumas das peças "inestimáveis" roubadas de um museu em Dresden (Alemanha Oriental) - AFP

A polícia alemã procurava nesta terça-feira os autores do grande roubo do museu de Dresden (leste), depois de, em poucos minutos, terem levado joias do século XVIII com valor “inestimável”.

Até o momento, a polícia não tem nenhuma pista para identificar os autores, afirmou um porta-voz da instituição.

As autoridades ainda estavam procurando por restos de DNA nesta terça-feira e revistaram um estacionamento onde supostamente os ladrões queimaram um carro usado para fugir, indicou a polícia em comunicado.

Considerado pela mídia alemã como o mais importante roubo de obras de arte desde a Segunda Guerra Mundial, o crime aconteceu na madrugada de segunda-feira e foi conduzido por pelo menos dois ladrões.

As joias faziam parte do museu Grünes Gewölbe (o “Cofre Verde”), situado em um castelo dessa cidade barroca da antiga RDA, a qual possui uma das coleções mais importantes de tesouros da Europa.

Em alguns minutos, os criminosos conseguiram saquear joias e peças de pedras preciosas, em particular uma espada que tinha nove diamantes grandes e 770 diamantes menores, em ouro e prata, segundo fotos publicadas pela polícia.

Os ornamentos são tão conhecidos que não podem ser vendidos em sua estrutura original, e a a única maneira é que sejam desmontados para serem comercializados separadamente, o que preocupa muito as autoridades.