A demanda por influenciadores digitais no Nordeste do Brasil aumentou 160% durante o período de São João, revelando uma crescente valorização da cultura regional pelas marcas.

Este movimento é impulsionado por uma série de fatores que destacam a importância do engajamento e da conexão com a cultura local.
“Acredito que esta é a época do ano que as marcas aproveitam para impactar o público do Nordeste, que, infelizmente, não é tão lembrado durante o resto do ano nas estratégias das marcas”, explica a especialista Débora Dias, diretora da Influence Marketing, que atende influenciadores como Eslovênia Marques e Mileide Mihaile.

“Geralmente, as sedes das marcas são no Sudeste e, por isso, eles acabam desenvolvendo estratégias voltadas para aquela região e não sabem muito bem como se comunicar, de fato, com o Nordeste”, completa.

Com a chegada dos meses de festas juninas, o mercado torna-se ainda mais aquecido, impulsionando o turismo e o consumo. “A economia do Nordeste está muito aquecida, as pessoas estão comprando mais roupa porque tem muita festa e o turismo tá está mais forte também porque o pessoal, está indo para o sertão, para o interior, para o agreste”, continua a especialista. “As marcas sabem disso e querem aproveitar a oportunidade de vender, fazendo com que consequentemente aumente a demanda por publicidade e por influenciadores digitais”, comenta Débora.

Além do aumento econômico, as marcas estão procurando influenciadores que possuam um envolvimento autêntico com a cultura nordestina. “As marcas procuram influenciadores que têm um envolvimento realmente genuíno com o Nordeste, com a cultura do Nordeste, mesmo que não more mais da região, mas que tenha um envolvimento, que exalte o Nordeste ao longo do ano inteiro, mas obviamente com mais ênfase quando vai chegando junho, que não seja daquela forma caricata, sabe?” ressalta o especialista. “Eu sempre peço muito para os influenciadores quando vai chegando perto do São João para demonstrarem o amor pelo Nordeste”, desenvolve a especialista.

As marcas estão cada vez mais conscientes da importância de uma comunicação verdadeira e envolvente com o público. “As marcas procuram isso, esse envolvimento genuíno de quando elas veem verdade, quando elas veem uma narrativa, que a pessoa realmente vive aquilo, entende o público dela e tem aquela comunidade ali engajada, é isso que eles querem”.

Este aumento na procura por influenciadores regionais não apenas beneficia os criadores de conteúdo, mas também fortalece a conexão entre marcas e consumidores, destacando a diversidade cultural da região. A expectativa é que essa tendência continue a crescer, promovendo um mercado publicitário mais inclusivo e representativo.