O Dia

Audiência pública na Alerj vai debater proposta que pode garantir R$ 70 bilhões para o Rio

Debate será realizado nesta segunda-feira, no Palácio Tiradentes

Rio – As comissões de Tributação e de Economia da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vão discutir a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prevê a repartição entre Rio e Brasília – durante os próximos dez anos – dos recursos do Fundo Constitucional do Distrito Federal, atualmente repassados apenas para a capital do país. O debate será realizado nesta segunda-feira, às 10h, no Palácio Tiradentes, e contará com a presença de autoridades do governo, parlamentares do Congresso Nacional, historiadores e cientistas políticos.
Caso a PEC, de autoria da deputada federal Clarissa Garotinho (PROS-RJ), seja aprovada no Congresso Nacional, o Rio poderá garantir R$ 70 bilhões para o orçamento do estado. A medida representaria uma compensação pelos danos causados ao Rio em dois momentos históricos: a transferência da capital para Brasília, em 1960, e a fusão dos antigos estados do Rio e da Guanabara, em 1975.
“Por conta da transferência do Distrito Federal para Brasília, criou-se um fundo para amparar a nova capital, mas deixaram ao abandono a velha capital. É hora de se fazer justiça ao Estado do Rio de Janeiro. A PEC da Reparação foi uma boa iniciativa da deputada Clarissa Garotinho”, afirma o deputado estadual Luiz Paulo.

Veja também

+ Cartucho de videogame do Super Mario Bros. é leiloado por US$ 114 mil e quebra recorde
+ Moto pega fogo ao ser desinfectada; veja o vídeo
+ Aparência de apresentadora da TV britânica choca redes sociais
+ Empresário de 34 anos morre após cair do parapente no Espírito Santo
+ Dicas fáceis de como limpar panela queimada
+ Jovem pede delivery e encontra dedo humano em esfirra
+ Neto de Elvis Presley é encontrado morto, diz site
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Veja 7 incríveis casas na natureza para sonhar
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior