Mundo

Audiência de sobrevivente de teleférico é antecipada em Israel


ROMA, 19 SET (ANSA) – A audiência no Tribunal de Família de Tel Aviv sobre o possível sequestro do menino Eitan Biran, único sobrevivente da queda de um teleférico na Itália em maio passado, foi antecipada de 29 de setembro para a próxima quinta-feira (23).   

A informação foi divulgada neste domingo (19) pela imprensa israelense, que revelou que a tia paterna, Aya Biran-Nirlo, que vive em Pavia, norte da Itália, mesmo local onde residia a família do garoto, dizimada pela tragédia do teleférico de Stresa-Mottarone, dirigiu-se ao procurador-geral israelense, Avichai Mandelblit, pedindo para “ter Eitan de volta o mais rápido possível com base na Convenção de Haia”.   

A tia de Eitan tem a guarda provisória de Eitan e foi até Israel depois que o avô materno do garoto, Shmuel Peleg, e a avó materna Etty Peleg passaram a ser investigados por sequestro agravado.   

As autoridades suspeitam que Etty tenha ajudado Peleg, de quem é separada, a levar a criança para o território israelense, país de origem da família.   

“Confirmo que minha esposa Aya já está em Israel para trazê-lo de volta à sua casa na Itália de uma forma pacífica e sem demora”, disse Or Nirko, tio paterno de Eitan, em mensagem enviada à imprensa.   

A tia da criança está acompanhada por funcionários diplomáticos e, segundo um porta-voz, está “perturbada com a informação sobre o estado psicológico e mental de Eitan”, que estaria sofrendo uma “lavagem cerebral”.   

Ontem (18), uma terceira pessoa foi colocada sob investigação por sequestro agravado. O israelense de 56 anos dirigiu o carro que levou Peleg e Eitan até à Suíça, informou o jornal italiano “Corriere della Sera”.   

De acordo com a publicação, avô, neto e motorista foram parados para verificação e depois identificados pela polícia suíça, perto do aeroporto de Lugano, onde Peleg e Eitan embarcaram em um voo particular para Israel, onde se encontram atualmente.   

O jornal italiano ainda revelou que o terceiro suspeito pode ser a mesma pessoa que no dia anterior alugou um carro em Malpensa.   

Eitan é o único sobrevivente da queda do teleférico de Stresa-Mottarone em maio passado, tragédia que deixou 14 mortos, incluindo seus pais (Amit Biran e Tal Peleg), seu irmão mais novo (Tom) e seus bisavós maternos (Itshak Cohen e Barbara Konisky).   

O menino ficou quase 20 dias internado em um hospital de Turim, mas recebeu alto no início de junho e, desde então, as famílias materna e paterna brigam por sua guarda. (ANSA)

Saiba mais
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Sprinter vira motorhome completo; conheça o modelo
+ Mulher chama a polícia ao desacreditar que nova vizinha, de 20 anos, era proprietária do imóvel
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio