Esportes

Audiência de nadador chinês Sun no TAS acontecerá em 15 de novembro

O nadador chinês Sun Yang comparecerá em 15 de novembro ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) para explicar um polêmico exame antidoping, no qual teria destruído uma amostra com um martelo, informou nesta segunda-feira a Federação Internacional de Natação (Fina).

“A audiência do TAS que diz respeito ao nadador Sun acontecerá em 15 de novembro em Montreux (Suíça)”, anunciou à AFP um dirigente da Fina.

Programada em um primeiro momento para setembro, a audiência do nadador chinês foi adiada a pedido de uma das partes, anunciou o TAS em final de agosto.

De maneira excepcional, esta audiência acontecerá em Montreux -ao invés de Lausanne, sede do TAS- por motivos práticos, e será pública e aberta à imprensa.

Um relatório explosivo do comitê antidoping da Fina publicado em janeiro confirmou que o tricampeão olímpico destruiu em setembro de 2018 sua própria amostra de sangue com um martelo durante um exame surpresa.

A Agência Mundial Antidoping (Wada) recorreu ao TAS após a Fina absolver Sun Yang por um defeito de forma, o que permitiu ao nadador de 27 anos participar do Mundial de natação de Gwangju (Coreia do Sul), em final de julho, no qual vários nadadores se mostraram contrários à presença do chinês nas piscinas.

Em Gwangju, Sun elevou para 11 seu número de títulos mundiais.

ebe/cto/am