ISTOÉ Gente

Atriz que foi exposta em site adulto cria movimento para ajudar mulheres

Crédito: Reprodução/ Instagram

Em novembro do ano passado a atriz Pillar Costa levou um baita susto. Seu pai, um senhor de 71 anos, ligou desesperado  para a filha dizendo que um conhecido tinha dito que a filha foi para o Rio de Janeiro para ser prostituta. Sem entender, ela tentou buscar mais informações, e descobriu que um vídeo seu havia sido editado e colocado em um site de filmes pornôs.

+ Maraisa incentiva Marília Mendonça a voltar a treinar

Ela compartilhou o que aconteceu para divulgar um projeto que ajuda mulheres na mesma situação que ela. “Há mais de um ano, eu tinha gravado um vídeo para o Ixi, um canal de humor do YouTube, e minha atuação era como Pillar Costa mesmo, usando meu nome. Nesse vídeo, eu participava de uma competição de dança com outro personagem. Era engraçado, divertido. Teve quase 500 mil acessos”, contou à Universa.

Na ocasião, esse vídeo tinha sido cortado e colocado em câmera lenta, como se ela tivesse realmente gravado em um contexto sexual. Assim que localizou as imagens no site adulto, denunciou, mas o poder de dispersão da mídia já havia sido feito. Pillar recebeu muitas mensagens que a condenavam e, por isso, criou o projeto Braços que Acolhem, em que o e-mail bracosqueacolhem@gmail.com serve para que mulheres mandem seus relatos de situações parecidas. A atriz conta tudo, preservando as identidades das mulheres, em seu canal do Youtube, o Por um Fio.

Veja também

+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ Fundador da Ricardo Eletro e filha são presos em operação contra sonegação
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior