ISTOÉ Gente

Atriz Mel Maia faz 16 anos e será emancipada

Crédito: Reprodução/Instagram

A atriz Mel Maia completou 16 anos no início do mês de maio e será emancipada. Débora, mãe da artista, foi quem contou a novidade em publicação do jornal Extra. “Queremos emancipá-la, sim, se for para ajudá-la a acelerar uma documentação, a gente vai fazer. Os produtores de fora falam que isso facilita e muito para os trabalhos”, disse.

“Até recebia a ajuda de uma produtora para que um funcionário do cartório venha com a papelada aqui em casa, mas como agora não vai precisar, vamos dar uma segurada”, explicou, se referindo ao período de quarentena.

Veja também:
Leo Dias expõe conversas com Anitta para se defender de acusações da cantora
Acusada de traição, Ludmilla vai à delegacia prestar queixa: “Vai ter que pagar”

Na sequência, Débora comenta que, efetivamente, pouca coisa mudará na vida da filha: “Decidimos que vai continuar tudo normal. A Mel é uma mistura de adolescente amadurecida e menina. Ela sempre toma decisões junto com a gente. O que ela diz é que assim será para vida inteira”.

A decisão da família permite que a jovem possa assinar contratos, viajar sozinha para o exterior, ter sua própria empresa, comprar e vender propriedades e até morar sozinha, e casar sem a necessidade de representação dos pais.

Apesar disso, não poderá praticar atividades restritas a maiores de 18 anos, como dirigir, consumir bebidas alcoólicas e frequentar boates.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Após se aposentar da Globo, Sérgio Chapelin aparece com novo visual; veja
+ Nick Cordero morre aos 41 anos, vítima de complicações da Covid-19
+ Hamilton bateu de novo em Albon; veja memes da F1
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior