Cultura

Atores comemoram beijo em ‘Malhação’: ‘importante mostrar’, diz Pedro Vinícius

Os atores Pedro Vinícius e Giovanni Dopico usaram as redes sociais para comemorar a cena do beijo entre seus personagens, Michael e Santiago, que foi ao ar no capítulo de “Malhação: Vidas Brasileiras” desta quarta-feira, 3, na TV Globo.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

“Tão importante mostrar isso e eu só tenho a agradecer. Obrigada a todos os envolvidos”, comemorou Pedro. “O processo de construção do personagem foi um grande desafio pra mim, ainda mais sendo meu primeiro trabalho na TV! Polêmicas e opiniões à parte, acredito que a arte supera qualquer desafio que o artista precisa vencer!”, escreveu Giovanni.

Em junho de 2017, a novela, que é exibida desde 1993, já havia exibido a primeira cena com um beijo entre duas mulheres.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ Nova Honda CB125F 2021 com consumo recorde de 67 km/l

+ Motoqueiro entrega pizza no estúdio do MasterChef Brasil de hoje (22)

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea