Esportes

Atletas olímpicos e paralímpicos do Brasil comemoram conquista de novo patrocínio

Diversos atletas olímpicos e paralímpicos brasileiros conseguiram um apoio na reta final de preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, no Japão. Eles farão parte do Time Ajinomoto e vão receber orientação nutricional e produtos voltados para o treinamento que prometem ajudar a melhorar o desempenho deles em suas competições.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

“Após os Jogos do Rio, em 2016, o cenário ficou um pouco nebuloso e agora ter uma empresa desse porte apostando nos valores olímpicos nos permite continuar sonhando em um bom desempenho. Esse tipo de apoio é essencial”, explicou o judoca Rafael Silva, o Baby, um dos atletas da equipe.

“Para todos nós é um grande orgulho. O investimento não é só nas medalhas, é na geração que está vindo. A molecada precisa de inspirações e vejo que é um investimento no Brasil. Educação e esporte mudam vidas e são ferramentas sociais”, comentou Verônica Hipólito, do atletismo paralímpico.

Além deles, fazem parte da equipe Adriana da Silva (maratona), Allan Kuwahara (judô), Arthur Nory (ginástica artística), Bruna Takahashi (tênis de mesa), Caio Pereira (arremesso de peso paralímpico), Dayanne Silva (natação paralímpica), Douglas Brose (caratê), Eduardo Katsuhiro (judô), Francisco Barreto (ginástica artística), Gustavo Montan (atletismo), Marcelo Contini (judô), Marcelo Fuzita (judô), Valeria Kumizaki (caratê), Ana Marcela Cunha (maratona aquática) e Rosângela Santos (atletismo).

Tatsuya Sasaki, presidente da Ajinomoto do Brasil, mostrou-se empolgado com essa parceria. “Tem o objetivo de apoiar os atletas utilizando o conceito de Kachimeshi, que é um programa de educação nutricional. Desde 2003 fazemos isso com atletas e os resultados têm sido excelentes. Agora será o primeiro ano do Projeto Vitória no Brasil”, disse.

Esse suporte nutricional surgiu de um conceito trazido do Japão baseado na tríade alimentação, treino e descanso. “Esse apoio tem ajudado muito na conquista de medalhas da delegação japonesa. A gente está por trás dessa melhoria do desempenho, por causa da forte relação entre alimentação e esporte”, afirmou Adriana Moucherek, diretora de marketing da Ajinomoto do Brasil.

Esse é mais um patrocínio da empresa ao esporte nacional. Recentemente, a Ajinomoto fechou contratos de patrocínios com o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). “Esse patrocínio é um reconhecimento da nossa credibilidade e vejo que pode ser um divisor de águas para a conquista de medalhas”, argumentou Rogério Sampaio, diretor geral do COB.

“O esporte hoje é instrumento de transformação social. Ele pode contribuir para que a gente consiga buscar isso na performance”, completou Ivaldo Brandão, vice-presidente do CPB.

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea