Esportes

Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença

Crédito: Reprodução Instagram

Madjer Okde (Crédito: Reprodução Instagram)


Madjer Okde morreu no último sábado (8) aos 30 anos por conta da Covid-19. O lutador foi vítima da doença 15 dias após seu pai também morrer em decorrência do novo coronavírus.

+ Ônibus do Santos é apedrejado após vitória que evitou rebaixamento no Paulistão
+ Corinthians e Palmeiras empatam e seguem no topo do futebol feminino
+ Chamusca fala sobre as dificuldades do Botafogo e diz que clube precisa de reforços: ‘Temos possibilidades’

No último dia 16 de abril, Madjer chegou a compartilhar no seu Instagram uma imagem na qual lamentou a morte do pai.

Okde ficou 10 dias internado no Hospital Santa Casa em Cuiabá, no Mato Grosso, e não tinha comorbidades. O lutador sofreu complicações e precisou ser transferido para a UTI.

Instagram will load in the frontend.

A equipe Alliance JiuJitsu CBA postou uma mensagem lamentando a morte do lutador.

“Você apenas foi na frente. Encontrou com o destino que todos nós nos encontraremos em breve. Obrigado Madjer! Nosso querido Zóio”.

+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça

Madjer chegou a ficar em segundo lugar no Campeonato Mundial da modalidade em 2015. Ele também atuava como modelo e deixa uma filha.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago