Esportes

Atleta da NFL apaga tatuagem ‘extremista’ e pede desculpas: ‘É vergonhoso tê-la por ignorância’

O jogador foi a 159º escolha do draft de 2020. Após aparecer na mídia, Justin recebeu diversos pedidos para apagar a tatuagem

Atleta da NFL apaga tatuagem ‘extremista’ e pede desculpas: ‘É vergonhoso tê-la por ignorância’

O chutador Justin Rohrwasser, do New England Patriots, cumpriu a promessa de apagar uma tatuagem com a logotipo dos ‘três por cento’, considerada por especialistas como pertencente a uma milicia perigosa ligada a grupos racistas. O jogador disse que fez a tatuagem aos 18 anos e não sabia o real significado.

– É vergonhoso tê-la lá por ignorância. Isso não é quem eu sou – disse o jogador de 23 anos ao site ‘TMZ’.

O jogador foi a 159º escolha do draft de 2020. Após aparecer na mídia, Justin foi acusado de extremismo por algumas pessoas nas redes e recebeu diversos pedidos para apagar a tatuagem. Justin se mostrou muito envergonhado e afirmou que iria apagar a figura por diversas vezes antes de cumprir o prometido.

– Sinto muito por toda a minha família que precisa me defender. Colocá-los nessa posição comprometida é um dos maiores arrependimentos que já terei, então para eles, me desculpe. Eu vou aprender com isso – completou.

+ Briga de vizinhos termina com personal trainer morta a facadas no interior de SP

Veja também

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?