"AtivistasAção em icônico monumento pré-histórico construído há cerca de 5 mil anos foi divulgada em redes sociais. Local é um dos pontos turísticos mais visitados do Reino Unido e patrimônio mundial da Unesco.Ativistas do clima borrifaram com tinta laranja o Stonehenge, um dos mais icônicos monumentos pré-históricos do mundo, cuja construção acredita-se que tenha começado 5 mil anos atrás. As imagens da ação desta quarta-feira (19/06) foram divulgadas nas redes sociais e mostram uma fumaça laranja envolvendo algumas das pedras.

No vídeo publicado pelo grupo de ambientalistas Just Stop Oil (apenas pare o petróleo, em tradução livre), dois manifestantes trajados de branco são vistos correndo em direção a dois dos megálitos, borrifando tinta neles, enquanto uma outra pessoa tentava detê-los.

Por meio de ações como essa, o grupo, que milita pelo fim dos combustíveis fósseis responsáveis por boa parte das emissões de gases causadores das mudanças climáticas, tenta chamar atenção do mundo para a sua causa.

Dupla foi presa

Horas depois, a polícia divulgou um comunicado informando sobre a prisão de duas pessoas.

"Nossas investigações estão em andamento e estamos trabalhando em estreita colaboração com o English Heritage", diz a nota, referindo-se à entidade que administra o Stonehenge e centenas de outros sítios históricos no país.

"São uma desgraça", reage primeiro-ministro britânico

Primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak reagiu à ação no Stonehenge afirmando que o grupo de ativistas Just Stop Oil era "uma desgraça".

"Relaxa, rapaz. O amido de milho vai sair ainda mais rápido do que você vai deixar o número 10 [residência oficial do premiê britânico]", respondeu o grupo em tom jocoso, aludindo às más chances de Sunak de se reeleger ao cargo nas próximas eleições gerais, em 4 de julho.

Outras ações do grupo

A Just Stop Oil já foi alvo de críticas no passado por atacar itens do patrimônio público, como a pintura Os Girassóis, de Van Gogh, que em 2022 foi coberta por sopa de tomate em uma ação na National Gallery de Londres.

Menos de um ano depois, dois manifestantes do grupo interromperam uma partida do Campeonato de Tênis de Wimbledon, correndo para a quadra e jogando confete. Na véspera do torneio, celebridades como Richard Curtis e Emma Thompson haviam pedido a Wimbledon que encerrasse sua parceria com o Barclays Bank devido ao apoio multibilionário da instituição a projetos de combustíveis fósseis.