Mundo

Ativistas climáticos fazem alerta e pressionam Biden a agir mais rápido

Ativistas climáticos fazem alerta e pressionam Biden a agir mais rápido

Ativistas climáticos fazem protesto em Nova York


Por Andrea Januta

(Reuters) – Ativistas pelo clima se manifestaram em Nova York nesta segunda-feira com uma mensagem para o governo do presidente norte-americano Joe Biden: o tempo está acabando, mas ainda não é tarde demais.

Além de demandas para acabar com a dependência de combustíveis fósseis, os líderes ativistas adicionaram um novo elemento ao “relógio climático” que fica em cima de um prédio na Union Square desde setembro.

O relógio agora mostra a quantidade de energia fornecida a partir de fontes renováveis no momento, atualmente a 12% e crescendo lentamente. Um timer faz uma contagem regressiva dos anos, dias e segundos que os cientistas estimam que faltam para o planeta chegar a zero emissão de carbono e assim evitar os efeitos das mudanças climáticas.

“As pessoas precisam ser relembradas que há muita coisa a se fazer em relação à tomada de ação”, disse Alexandria Villasenor, uma das líderes no movimento de jovens pelo clima e uma das várias a discursar no evento desta segunda-feira. 


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



A manifestação foi parte de uma semana de ações cívicas com o objetivo de pressionar os líderes globais antes da cúpula virtual do clima liderada pelo presidente dos EUA, Joe Biden, na quinta e sexta-feira.

Usando máscaras e ao ar livre, os oradores compartilharam histórias sobre como suas próprias comunidades haviam sido atingidas por desastres induzidos pelas mudanças climáticas. 

“Estamos dizendo ‘tirem o dinheiro dos combustíveis fósseis das suas reuniões, da sua política’. Estamos dizendo ‘mantenham os combustíveis fósseis no solo’, disse Thanu Yakupitiyage, da 350.org, uma das organizadoras do evento. “Estamos dizendo ‘ouçam as comunidades da linha de frente e as comunidades mais atingidas pela crise climática'”.  

Atrás do púlpito, o relógio contava regressivamente seis anos e 256 dias remanescentes, e então exibiu a mensagem: “Estamos em uma emergência climática mas agora temos uma janela de esperança se agirmos a tempo”.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3I1L0-BASEIMAGE

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS