Mundo

Atentados deixam 12 mortos no Afeganistão

Atentados deixam 12 mortos no Afeganistão

Parentes de vítimas das explosões se concentram em frente a hospital de Mazar-i-Sharif - AFP

Doze pessoas morreram nesta quarta-feira (25) em quatro atentados no Afeganistão, três deles contra microônibus em Mazar-i-Sharif (norte) e um contra uma mesquita em Cabul, anunciaram autoridades.

A autoria dos ataques aos três microônibus foi reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) por meio de seu veículo de propaganda Amaq. “Os soldados do califado explodiram duas bombas colocadas em dois ônibus e uma terceira bomba em um terceiro ônibus”, indicou o EI no aplicativo Telegram.


“As bombas foram colocadas em três microônibus em diferentes bairros da cidade”, declarou à AFP o porta-voz da polícia da província de Balj, Asif Waziri. Ao menos 10 pessoas morreram e 15 ficaram feridas nos atentados, segundo a polícia e os serviços de saúde.

De acordo com Najibullah Tawana, responsável do serviço de saúde de Balkh, três mulheres estão entre os dez mortos nas explosões de ônibus.

Outro atentado com bomba nesta noite atingiu uma mesquita na capital Cabul, matando ao menos duas pessoas e ferindo outras 10, informou o Ministério do Interior.

O número de atentados diminuiu no país desde que os talibãs tomaram o poder em agosto, mas uma série de ataques com bombas deixou dezenas de mortos no final de abril, mês sagrado do Ramadã. Alguns foram reivindicados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

O hospital de emergência de Cabul indicou em um tuíte um balanço de cinco mortos e 22 feridos na explosão na mesquita.