Mundo

Atentado perto de comício do presidente afegão deixa 24 mortos

Atentado perto de comício do presidente afegão deixa 24 mortos

Em um ataque suicida na província central de Parwan, segundo informações do hospital, pelo menos 24 pessoas foram mortas. O ataque foi realizado perto de uma campanha eleitoral realizada pelo presidente Aschraf Ghani. - AFP

Ao menos 24 pessoas morreram, nesta terça-feira, em um atentado executado perto do local em que o presidente afegão Ashraf Ghani participava em um comício, na província de Parwan, região central do Afeganistão.

“Chegaram ao hospital de Parwan 24 cadáveres e 32 feridos. Entre as vítimas há mulheres e crianças”, afirmou à AFP o diretor do centro médico, Abdul Qasim Sangin.

O atentado aconteceu no mesmo momento em que foi registrada uma forte explosão no centro de Cabul, afirmaram fontes do ministério do Interior, que não revelaram detalhes.

No ataque de Parwan, “um suicida em uma motocicleta se explodiu perto do primeiro posto de controle que dava acesso a um comício eleitoral em Charikar”, explicou Nasrat Rahimi, porta-voz do ministério do Interior.

Charikar é uma cidade localizada a uma hora ao norte da capital.

Segundo Wahida Shahkar, porta-voz da província, “a explosão ocorreu quando Ghani estava se dirigindo a seus partidários. Ele está a salvo”.

A porta-voz explicou que ninguém de sua equipe foi atingido.

Ghani é candidato à reeleição nas eleições presidenciais marcadas para 28 de setembro.

A explosão no centro de Cabul ocorreu perto da embaixada dos Estados Unidos e no local de outro ataque reivindicado pelo Talibã em 5 de setembro, que deixou 12 mortos.

Os talibãs anunciaram no início da campanha eleitoral que fariam todo o possível para boicotar a eleição.