Economia

Até o momento, houve saques de R$ 16,6 bi das contas inativas do FGTS, diz Dyogo

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou que, além das reformas, o governo de Michel Temer tem adotado um conjunto de medidas para tentar destravar a economia e melhorar o ambiente de negócios, incluindo o saque de contas inativas do FGTS e a possibilidade do uso do Fundo de Garantia para o para o pagamento de dívidas imobiliárias.

“O impacto desta medida (dos saques do FGTS) é muito relevante e esperamos que mais de R$ 40 bilhões sejam injetados na economia”, disse ele. Até o momento, foram R$ 16,6 bilhões em saques, de 17 milhões de contas.

Entre as medidas citadas para melhorar o ambiente de negócios, Dyogo mencionou a nova lei das estatais, a revisão da lei do pré-sal e a aprovação do projeto de terceirização. “Não havia regra clara sobre o que podia e o que não podia ser terceirizado.” Outra medida foi a revisão das regras de conteúdo local para o setor de petróleo e gás, ressaltou o ministro.

Dyogo falou ainda de algumas revisões em regulações, incluindo o marco regulatório da mineração e revisão dos processos de concessão. “Estamos preparando um novo marco regulatório para o setor de telecomunicações”, disse ele.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Carla Perez fala sobre vida nos EUA: “Aqui é vida normal”
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel