Brasil

“Ataques de fake news se repetem no ABC paulista”, diz Morando

Crédito: Divulgação

Orlando Morando, Prefeito de São Bernardo (Crédito: Divulgação)


A possibilidade de vitória em 1º turno do prefeito Orlando Morando (PSDB), de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, está fazendo com que candidatos da oposição “criem fake news, afirmando que o comércio fechará as portas a partir de segunda-feira”, logo que o mandatário da cidade venha eventualmente a ser reeleito neste domingo. Os institutos de pesquisa, incluindo o Ibope, apontam que Morando poderá vencer a eleição ainda no primeiro turno, no pleito que será realizado neste dia 15. “Dizem que eu vou mandar fechar tudo na segunda-feira por causa do recrudescimento da pandemia, o que não é verdade. Temos os melhores hospitais da Grande São Paulo e até agora ninguém morreu em São Bernardo por falta de atendimento”, disse o prefeito, acrescentando que é “uma grande inverdade que vamos fechar o comércio novamente”. De acordo com assessores do prefeito, os seus opositores, especialmente os ligados à candidatura de Luiz Marinho (PT), que está em segundo lugar nas pesquisas, mas bem distante do prefeito tucano teria interesse em criar um clima de intranquilidade na população às vésperas da eleição. “Postulantes à Prefeitura passaram a divulgar vídeo de pronunciamento feito em março sobre fechamento do comércio para enganar população”, dizem esses assessores.

Esse clima de ataques em São Bernardo do Campo, de acordo com essas mesmas fontes, começou a se intensificar neste sábado, após a divulgação das duas últimas pesquisas do Ibope, publicadas nos últimos dias 5 e 11 de novembro, apontando grande chance de vitória de Morando ainda no 1º turno. Na última pesquisa Ibope, encomendada pela Associação Comercial e Industrial de São Bernardo (Acisbec), o prefeito Orlando Morando registrou 65% dos votos válidos. O segundo lugar ficou com Luiz Marinho (PT), que ficou com 26%, seguido por Rafael Demarchi (PSL), com 5%, Dr. Leandro Altrão (PSB), com 2% e Cláudio Donizete (PSTU) e Lourdes da Chapa Coletiva (Psol), ambos com 1%.

O principal meio de ataque a Morando, segundo seus assessores, é um vídeo, editado por opositores, feito em março, logo no início da pandemia, em que ele fala da adoção de regras para o funcionamento do comércio da cidade, logo no início da maior crise sanitária do País e da humanidade toda. Nesse vídeo, ele fala sobre as providências que adotaria para a quarentena, inclusive com regras para o fechamento do comércio da cidade a partir de uma segunda-feira, mas referindo-se ao mês de março último. Esse vídeo está agora sendo reproduzido na periferia de São Bernardo com a afirmação que a prefeitura fechará o comércio novamente a partir desta segunda-feira, o que não procede, segundo a prefeitura. O prefeito chegou a se contaminar com a Covid-19, e ficou hospitalizado durante uma semana, período no qual ficou intubado, entre a vida e a morte: “Pensei que fosse morrer”, disse Morando na ocasião.

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Aprenda a fazer a deliciosa receita de feijoada da cantora Ivete Sangalo
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Receita fácil e rápida de pavê de amendoim para o fim de semana
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago