Mundo

Ataque no Mali deixa quase 50 mortos

Ataque no Mali deixa quase 50 mortos

Mali - AFP

Quase 50 civis tuaregues teriam morrido entre terça e quarta-feira nas mãos de extremistas na região de Menaka, nordeste do Mali, perto da fronteira com a Nigéria – informaram políticos locais e um grupo armado à AFP nesta quinta (13).

“Entre a noite do dia 11 e a manhã de 12 de dezembro, bandidos armados em mais de 20 motos invadiram várias localidades do sul da região de Menaka e executaram civis da comunidade Idaksahak” (tuareg), afirma, em um comunicado, o Movimento para a Salvação do Azawad (MSA), surgido da antiga rebelião, falando em “47 mortos”.

Segundo o grupo, os agressores seguiram para a fronteira nigeriana após os ataques.

Centenas de pessoas, entre elas muitos civis das comunidades peul e tuareg, morreram nessa região desde o início do ano.

Autoridades locais confirmaram o ataque, situando o número de vítimas fatais entre 20 e várias dezenas.

A AFP não conseguiu contato com o governo regional.

No Twitter, a Missão da ONU no Mali (Minusma) condenou essa série de ataques.