Mundo

Ataque na França ‘semeou morte em lugar de amor’, diz Vaticano

ROMA, 29 OUT (ANSA) – O diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, Matteo Bruni, condenou nesta quinta-feira (29) o ataque que deixou três mortos na Basílica de Notre-Dame, em Nice, na França.   

“Vivemos um momento de dor, um tempo de confusão. O terrorismo e a violência jamais podem ser aceitos”, declarou o porta-voz, acrescentando que o atentado “semeou morte em um lugar de amor e consolação”.   

Segundo Bruni, o papa Francisco foi informado da situação e está “ao lado da comunidade católica em luto”. “Ele reza pelas vítimas e seus entes queridos, para que a violência acabe, para que voltemos a nos olhar como irmãos e irmãs, não como inimigos, para que o amado povo francês possa reagir unido contra o mal”.   

Em 26 de julho de 2016, um padre de 85 anos, Jacques Hamel, já havia sido degolado por jihadistas em pleno altar de uma igreja de Saint-Étienne-du-Rouvray, no norte da França. O Vaticano abriu um processo para beatificar o sacerdote como mártir.   

(ANSA).   

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel