Mundo

Ataque contra o Talibã teria matado 40 civis no Afeganistão

Ataque contra o Talibã teria matado 40 civis no Afeganistão

Várias pessoas transferem um cadáver coberto por um pano branco em uma maca ao lado de um hospital após um ataque aéreo, em Lashkar Gah, capital da província de Helmand, no sul do Afeganistão - AFP

O ministério da Defesa afegão anunciou nesta segunda-feira que investiga uma operação de suas forças contra o Talibã que teria matado cerca de 40 civis no sul do país, segundo parlamentares locais.

“O ministério da Defesa investiga alegações de perdas civis no distrito de Musa Qala”, segundo um comunicado que explica que suas forças realizaram uma operação no domingo, em que “22 membros estrangeiros do Talibã foram mortos e 14 presos”.

“Eram dez horas da noite e uma operação terrestre e aérea foi realizada durante uma hena (celebração pré-casamento) em Musa Qala, com 40 mortos e 13 pessoas transferidas para hospitais. Seis talibãs também foram mortos”, declarou à AFP um senador da província, Sher Mohammad Akhundzada.

Um membro do conselho provincial, Majeed Akhundzada, falou de “cerca de 40 mortos e 18 feridos, todos civis”. Ele se referiu a uma “operação conjunta das forças afegãs e estrangeiras”.

A província de Helmand é amplamente controlada pelos talibãs. O uso de meios aéreos para combatê-los geralmente envolve as forças americanas.

O ministério da Defesa explicou que a operação, liderada pelas forças afegãs, teve como alvo “um grupo terrorista estrangeiro envolvido na preparação de ataques terroristas” e destruiu um armazém de equipamentos para esses ataques.

Segundo o ministério, cinco paquistaneses e um bengali estão entre os presos.