Comportamento

Ataque contra sede da petroleira nacional de Trípoli deixa dois mortos

Ataque contra sede da petroleira nacional de Trípoli deixa dois mortos

Sede da Companhia Nacional do Petróleo (NOC) em Trípoli, em 16 de julho de 2018 - AFP/Arquivos

Ao menos duas pessoas morreram e outras 10 ficaram feridas nesta segunda-feira (10) em um ataque atribuído a extremistas contra a sede da Companhia Nacional de Petróleo (NOC) em Trípoli, onde foram ouvidos uma explosão e disparos, segundo uma fonte dos serviços de segurança líbios e testemunhas.

Por enquanto o ataque não foi reivindicado, mas a missão na ONU na Líbia (Manul) e os serviços de segurança o qualificaram de “terrorista” e fizeram referência a “suicidas”.

Um funcionário da NOC indicou que homens encapuzados atacaram a sede da companhia após um tiroteio com os guardas.

“Pulei pela janela com outros colegas. Depois ouvimos uma explosão”, acrescentou a fonte, que pediu anonimato.

A força Al-Redaa, um grupo armado que atua como a polícia em Trípoli, afirmou ter encontrado “os restos mortais de suicidas” no edifício, mostrando fotos como prova.

Seu porta-voz, Ahmed Ben Salem, indicou que dois suicidas se explodiram no segundo e terceiro andares, acrescentando que ao menos dois seguranças da companhia morreram no ataque.

Em uma declaração à imprensa, o chefe de Segurança de Trípoli, Salah al-Semui, atribuiu o ataque ao grupo extremista Estado Islâmico (EI), sem dar mais detalhes.

O ataque deixou ao menos dois mortos e uma dezena de feridos, segundo um primeiro balanço do Ministério da Saúde.

Em uma declaração à emissora Líbia 218, o primeiro executivo da la NOC, Mustafa Sanala, falou em mortos e feridos entre a equipe da companhia, alguns em “estado grave”.

Sanala, que foi retirado de seu escritório, lamentou “danos consideráveis” na sede da companhia.

O edifício, situado perto do centro da cidade, pegou fogo e ficou cercado pelos serviços de segurança, segundo as mesmas fontes. Vários funcionários se abrigaram no telhado para escapar da fumaça antes de serem evacuados pela Defesa Civil. O fogo foi rapidamente controlado.

Este ataque acontece quatro meses depois de outro contra a Alta Comissão Eleitoral em Trípoli, cuja autoria foi atribuída ao EI e deixou 14 mortos.

O petróleo é estratégico já que proporciona à Líbia mais de 95% de suas renda.