Agronegócio

Associação de cacau da Nigéria pede isenção na importação de saco de juta

Ibadan (Nigéria), 25 – O presidente da Associação de Cacau da Nigéria, Muftau Abolarinwa, afirmou nesta segunda-feira que a produção e as exportações de cacau no país estão sendo prejudicadas pela escassez de sacos de juta, utilizados nas embalagens do produto. “A Nigéria não está fabricando sacolas de juta e a maioria das sacolas que os produtores de cacau nigerianos está usando são de Gana”, disse.

Segundo o representante da entidade, os produtores da Nigéria estão reaproveitando embalagens usadas no país vizinho, sem qualidade padrão.

O ideal, segundo ele, seria que o governo definisse uma isenção de importação do produto para torná-lo mais acessível. “Essa questão das sacolas deve ser analisada pelo governo federal sem mais delongas. A Nigéria deve produzir cacau de qualidade para que desfrutemos das mesmas vantagens oferecidas ao cacau de Gana e da Costa do Marfim”, afirmou.

Abolarinwa disse, ainda, que a pandemia do novo coronavírus vai reduzir a produção de cacau na Nigéria, uma vez que os agricultores estão enfrentando problemas para receber os insumos que poderiam garantir o rendimento da commodity.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Hamilton bateu de novo em Albon; veja memes da F1
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior