Gente

As mulheres de Bob

Crédito: Bob Wolfenson

Ana Beatriz Barros merece aplausos por várias conquistas na carreira de modelo mas, também, pela coragem de posar enroscada em uma jibóia de verdade para um ensaio sobre a vedete Luz Del Fuego, em 2001. Ela é uma das 58 escolhidas para integrar o livro “Retratos de Mulheres de Bob Wolfenson”, do famoso fotógrafo que dá nome à obra, que a Terra Virgem Edições lançará dia 6 de novembro, em São Paulo. “Vou me abrindo para o imponderável, ao que pode ocorrer acidentalmente, ao que não estava no script original, como é da natureza dos encontros’, diz Bob sobre sua arte

BRAVO!

Dalton Valerio

A Cia Atores de Laura completa 25 anos. Sob a direção de Daniel Herz, o grupo ficou 70 mil horas em cena para cerca de 800 mil espectadores. Ganhou 24 prêmios e teve 35 indicações para as 23 peças de repertório próprio. Uma delas é o megassucesso “O Filho Eterno”, monólogo com Charles Fricks baseado no livro homônimo de Cristóvão Tezza. “O sentimento de completar 25 anos de Cia é revolucionário. Um trabalho árduo de pesquisa, aprendendo a lidar com todas as complicações de quem se atreve a viver de teatro no Brasil”, disse Herz. Para comemorar, seis espetáculos são remontados até o dia 22, no mesmo lugar onde o grupo começou: Casa Laura Alvim, no Rio.

Luiza pode voltar ao Canadá

Cinco anos depois, Luiza Rabello fala da “Luiza do Canadá”, assim mesmo, na terceira pessoa. A paraibana tinha 17 anos quando seu pai fez um anúncio imobiliário dizendo que estava reunido com toda a família, exceto “a Luiza, que está no Canadá”, para lançar o empreendimento. A frase virou um poderoso meme e a então estudante de intercâmbio voltou ao Brasil, famosa.

O que ficou do episódio?
Que a fama passa.

Lamenta?
Não! Eu nunca quis ser celebridade. Apesar de nova, não era deslumbrada.

Alguma coisa não foi legal?
Sim, os comentários maldosos. Como se eu fosse fútil, sabe?

E o namoro?
Acabou mais de um ano depois da Luiza do Canadá.

Arrepende de ter abandonado o intercâmbio?
Não. Não desperdicei a oportunidade da Luiza do Canadá. Foi bom para a família.

Quer voltar ao Canadá?
Já voltei. Se surgir oportunidade, faria uma especialização em Odontologia, já que me formo este ano.

Última chance

Na TV, ele é o Zeca, um moço inocente que passa ao largo do tráfico de droga na novela “A Força do Querer”. Mas sua estreia no cinema será justamente com o oposto: Marco Pigossi é o protagonista do longa “A Última Chance”, sobre o ex-traficante Fábio Leão, que virou lutador e professor de lutas marciais no presídio. Pigossi chegou até a ter aulas de Muay Thai para encarar o filme, dirigido por Paulo Thiago e com sessão de gala dia 13, no Festival do Rio. O lançamento oficial será em março do ano que vem.

Parabéns pra você

Ique Esteves

Daniel Filho completa 80 anos neste sábado 30. Com carreira em cinema, teatro e TV, é nesta última que construiu o nome de produtor e diretor de sucesso, além de ator. Foram 70 novelas e minisséries na Globo. Na telona, assina grandes sucessos nacionais, como Se eu Fosse Você e A Partilha.

Irmãos campeões

Os irmãos gêmeos Marcus e Max, nascidos na Alemanha, foram crianças comuns até os cinco anos, quando receberam o diagnóstico de Displasia Epifisária, uma doença rara que os levou para cadeiras de rodas. Se apaixonaram por tênis na adolescência, mas sentiam dores fortes por tentar dar conta da bola e da cadeira ao mesmo tempo. Hoje, são campeões mundiais da modalidade e a bela história está no YouTube no curta “Redefina Seus Limites”, no qual dizem que o aplicativo de inteligência artificial Freeletics “adaptou o treino para as restrições”.