Mundo

Armazém que reciclava e vendia camisinhas usadas é fechado pela polícia no Vietnã

Crédito: Reprodução

A polícia do Vietnã apreendeu 324 mil preservativos usados ​​que seriam reciclados para serem vendidos novamente. O depósito, na província de Binh Duong, foi invadido no sábado (19). De acordo com as autoridades, os preservativos eram lavados, secados e reembalados para serem vendidos como novos. As informações são do jornal Daily Mail.

Segundo a polícia, a proprietária do armazém, Pham Thi Thanh Ngoc, de 33 anos, foi presa. Em depoimento, ela afirmou que recebia as camisinhas usadas uma vez por mês de uma pessoa desconhecida.

Ainda conforme as autoridades, os preservativos foram confiscados como prova, mas serão destruídos imediatamente por serem considerados resíduos médicos perigosos. Não há informação de quantas camisinhas “recicladas” foram vendidas. As investigações iniciais apontam que o produto era fornecido para hotéis e bancas de mercado perto do armazém.

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago