Esportes

Argentina reage e arranca empate (2-2) em amistoso com a Alemanha

A seleção argentina arrancou um empate merecido da Alemanha, no amistoso disputado nesta quarta-feira em Dortmund, com os gols no segundo tempo de Lucas Alario (66) e Lucas Ocampos (85), dois jogadores que entraram após o intervalo.

Depois de um primeiro tempo em que a Alemanha foi muito superior, marcando dois gols, por meio de Serge Gnabry (16) e Kai Havertz (22), as substituições feitas pelo técnico Lionel Scaloni na segunda etapa mudaram a partida, o que permitiu que a ‘Albiceleste’ chegasse ao empate.

A Alemanha, apesar dos vários desfalques em Dortmund, não abriu mão de seu jogo típico e uma das características do futebol alemão é punir os erros do adversário.

E cada erro na saída de bola dos argentinos se transformava em chance para os alemães e assim vieram os primeiros gols.

Gnabry, que há uma semana havia marcado quatro gols sobre o Tottenham com o Bayern de Munique na Champions, se desvencilhou de três defensores e tocou com sutileza na saída do goleiro Marchesín para o fundo das redes (16).

Sem tempo para reagir, a equipe de Scaloni recebeu outro duro golpe: após outra perda de bola argentina, Gnabry cruzou da direita para o jovem Havertz marcar o segundo gol (22).

O castigo antes do intervalo poderia ter sido maior, já que os alemães tiveram pelo menos outras três chances claras de marcar, inclusive um disparo de Marcel Klostermann (31).

A Argentina, dominada, respondeu apenas com um chute de Rodrigo De Paul que bateu na trave (33).

As mudanças introduzidas por Lionel Scaloni no segundo tempo surtiram efeito e a Albiceleste equilibrou a partida.

Alario, que joga na Bundesliga, entrou no lugar de Paulo Dybala que não se acertava no jogo e quatro minutos depois de pisar no gramado cabeceou para as redes alemãs após um cruzamento de Leandro Paredes e diminuir (66).

O atacante do Leverkusen virou um pesadelo para a defesa alemã e uma de suas jogadas acabou com o passe para Ocampos marcar em sua primeira partida com a camisa argentina e deixar tudo igual (2-2).

“O primeiro tempo não foi bom. Cometemos erros e eles nos surpreenderam”, admitiu o técnico Scaloni ao canal TyC Sports da Argentina. “Mas o importante é que soubemos entender a partida no segundo”, acrescentou.

Já o treinador alemão Joachim Löw admitiu a superioridade da Argentina na reta final do jogo. “No primeiro tempo jogamos de uma maneira muito valente, assumindo riscos, (…) jogando bem no aspecto ofensivo”. “Mas na segunda etapa, a Argentina foi mais forte. Colocaram dois jogadores de qualidade, com profundidade e muito perigosos”, concluiu.

bur-mcd/aam

Tópicos

amistoso ARG fbl GER