Esportes

Argentina empata com Paraguai e cai para último no Grupo B da Copa América

A Argentina voltou a decepcionar nesta sexta-feira na Copa América ao empatar em 1 a 1 com o Paraguai no Mineirão, em Belo Horizonte, e caiu para o último lugar do Grupo B.

O meia Richard Sánchez marcou o gol do Paraguai aos 37 minutos e o craque Lionel Messi empatou no segundo tempo cobrando pênalti (57). Seis minutos depois, Armani evitou o vexame ao defender uma penalidade máxima cobrada pelo paraguaio Derlis González.

Com o resultado, a Colômbia lidera a chave com seis pontos, e confirmou sua classificação às quartas de final como primeira colocada do grupo ao vencer o Catar por 1 a 0. O Paraguai está em segundo com dois pontos e Catar e Argentina têm apenas um, sendo que os sul-americanos possuem um saldo inferior.

– Paraguai melhor no 1° tempo –

O Mineirão recebeu um grande número de torcedores argentinos que esperavam ver uma reação da seleção albiceleste.

Após a pífia estreia na Copa América com derrota de 2 a 0 para a Colômbia, a Argentina entrou em campo sem dois de seus jogadores mais experientes: Sergio Agüero e Ángel Di María.

O técnico albiceleste, Lionel Scaloni, colocou em campo quatro novas caras para auxiliar Lionel Messi: Milton, Casco, Roberto Pereyra, Rodrigo De Paul e Lautaro Martínez.

O treinador também deu um novo papel para Giovanni Lo Celso, colocando o jogador no círculo central junto com Leandro Paredes, buscando reforçar a conexão do meio-campo do Betis com Messi. Pereyra e De Paúl jogaram pelas pontas.

Mas as mudanças não surtiram efeito. O Paraguai criou mais chances apesar da maior posse de bola da Argentina.

Aos 28 minutos, o Paraguai teve um contra-ataque perigoso quando Derlis González recebeu um lançamento no ataque, invadiu a área e soltou a bomba que acabou sendo desviada pela zaga argentina e foi para fora.

Cinco minutos depois, Messi cobrou uma falta por cima da barreira, mas o chute saiu fraco e o goleiro Gatito teve pouco trabalho para fazer a defesa.

O Paraguai respondeu e aos 36 minutos Richard Sánchez abriu o placar. Almirón avançou em velocidade pela ponta esquerda até a linha de fundo mas conseguiu cruzar para trás antes que a bola saísse. Sánchez entrou e tocou para o fundo das redes do goleiro Franco Armani.

O gol paraguaio parece ter deixado a seleção argentina, que já jogava sob forte pressão, ainda mais nervosa. Isso ficou claro em um lance aos 44 minutos, quando Armani saiu do gol para dominar a bola mas se atrapalhou e teve que fazer uma falta sobre Derlis, o que lhe custou um cartão amarelo.

Com a derrota no primeiro tempo, Messi voltou para os vestiários visivelmente abatido.

– Argentina salva um ponto –

No segundo tempo, Scaloni voltou atrás em sua decisão e colocou Agüero de volta em campo.

O atacante do Manchester City entrou para acompanhar no ataque Lautaro Martínez, que havia entrado como seu substituto, com Messi jogando com liberdade mais atrás.

E foi ‘el Kun’ que criou a priomeira jogada realmente perigosa da Argentina que acabou provocando o pênalti.

Agüero tocou na área para Martínez que chutou a bola no travessão. Lionel Messi aproveitou a sobra mas o goleiro Gatito Fernández defendeu. O árbitro Wilton Sampaio interrompeu a partida e após consultar o VAR, marcou pênalti devido a um toque de mão de Iván Piris no chute de Martínez. Messi cobrou e empatou o jogo.

Parecia que o gol iria reerguer a Argentina mas pouco depois Nicolás Otamendi cometeu um pênalti claro ao derrubar Derlis González pelas costas. Foi a vez de Armani brilhar, pulando no canto e defendendo o chute do próprio González.

Após a entrada de Agüero, Scaloni colocou em campo outro destaque que havia sido excluido: Ángel Di María. Mas não foi suficiente para a Argentina. O time seguiu tentando mas teve que se contentar com o empate.

erc/ma/aam