Esportes

Apresentado, Nenê diz que pode jogar com Ganso no Fluminense: ‘Problema do Diniz’

Anunciado como reforço do Fluminense nesta segunda-feira, Nenê foi apresentado pelo clube no Maracanã, momentos antes do confronto com o Ceará, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Aos 37 anos, garantiu estar motivado para o novo desafio na sua carreira e assegurou que tem condições de atuar ao lado de Paulo Henrique Ganso no meio-campo da equipe.

Em tom de brincadeira, Nenê jogou a responsabilidade de colocá-los juntos para o técnico Fernando Diniz, mas assegurou que a dupla não sobrecarregará o sistema defensivo do Fluminense. “Isso é problema do Diniz. Não tenho que falar, mas acho que dá para encaixar. Vou entender o que o Diniz busca. Se tiver que marcar um pouco mais, vamos revezar. O Diniz vai resolver”, disse.

Nenê estava no São Paulo, mas acertou a rescisão do seu contrato na última sexta-feira, ficando livre no mercado. Nesta segunda-feira, então, assinou um acordo até o fim de 2020 com o Fluminense, após ser aprovado nos exames médicos.

O próximo passo, então, será a regularização do seu vínculo, para que possa ser usado por Diniz. E o meia comentou a possibilidade de fazer a sua estreia no próximo sábado, quando o time vai encarar o Vasco, pela 11ª rodada do Brasileirão. Atuar contra o clube pelo qual brilhou antes se transferir ao Morumbi servirá como motivação.

“É uma coisa que, se tiver possibilidade, estarei com certeza muito empolgado para jogar e ajudar o Fluminense a buscar a vitória. Sabemos como são os torcedores, é normal do futebol, vai ter pressão”, comentou.

Nenê estava na mira do Fluminense desde o início da temporada, mas sua contratação só se concretizou agora. E a demora para que o negócio tivesse uma conclusão positiva foi comentada pelo meia, que o classificou como um presente para as duas partes. “É semana do meu aniversário e aniversário do clube também. Esse namoro já vinha há muito tempo. E agora com Celso, Mario, Angioni e Diniz, se concretizou”, concluiu.