Apple confirma atraso em próximos iPhones

Crédito: Divulgação

(Crédito: Divulgação)

A Apple confirmou ontem que a próxima linha de iPhones chegará com atraso em relação às anteriores. Em conversa com investidores, o CFO da empresa, Luca Maestri, disse que os novos modelos chegarão “algumas semanas depois” do que ocorreu no ano passado, quando os aparelhos chegaram às lojas no fim de setembro.

A declaração de Maestri confirma os rumores de que a empresa teria enfrentado dificuldades na cadeia de produção dos aparelhos devido à pandemia de coronavírus. Muitas fábricas de fornecedores chineses ficaram fechadas por várias semanas, principalmente entre março e abril, o que causou atrasos da linha de produção dos aparelhos.

A boa notícia para a empresa é que os aparelhos devem chegar às lojas a tempo da temporada de compras do fim de ano. Também ontem, a Qualcomm afirmou que seus resultados do ano seriam impactados por um “grande cliente” com atraso em seus smartphones 5G. Dá pra deduzir, portanto, que os próximos iPhones virão com 5G.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ O processo de formação como obra

+ Arte e algoritmo: Uma genealogia

+ Radicalmente vivo

Tópicos

Apple iPhone

Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.