ROMA, 24 JUN (ANSA) – Com a venda de sua operação de rede fixa para a gestora de recursos americana KKR marcada para 1º de julho, o Grupo TIM quer se concentrar agora na expansão no segmento de serviços e no Brasil.   

A transação é avaliada em mais de 20 bilhões de euros (R$ 117 bilhões) e terá a participação do governo italiano com uma fatia de 15% a 20% na nova empresa de rede fixa, chamada provisoriamente de NetCo.   

O objetivo da TIM é reduzir o endividamento e se concentrar nos serviços móveis. “É hora de trabalhar nos números para fazer crescer os negócios de consumidor, empresas e no Brasil”, disse o CEO do grupo italiano, Pietro Labriola, nesta segunda-feira (24).   

Questionado se a TIM vai buscar um parceiro para essas atividade, o executivo respondeu: “Não, temos de trabalhar nos números”. (ANSA).