Geral

Após sofrer com o trabalho infantil, adolescente recebe indenização de 10 mil reais

Após sofrer com o trabalho infantil, adolescente recebe indenização de 10 mil reais

Trabalho infantil - Reprodução/Agência Brasil


A 3ª Vara do Trabalho de Sete Lagoas, em Minas Gerais, condenou os proprietários de uma fazenda local e decidiu que eles deveriam pagar 10 mil reais de indenização para um adolescente de 14 anos, submetido ao trabalho infantil no local. As informações são do Brasil Econômico.

Para a justiça, o único vínculo empregatício previsto por lei é o de menor aprendiz. O menino foi contratado em 2019 para ser vaqueiro na propriedade e recebia 400 reais por mês, mas sem carteira assinada ou condição de aprendizagem.

Após quatro meses tirando leite, limpando currais e batendo a ordenha, o menino foi dispensado verbalmente pelos donos que o pagavam todo dia 20 de cada mês, sem formalizar nenhum tipo de contrato.

Então, o juiz Frederico Alves Bizzotto da Silveira determinou que os proprietários deveriam pagar a rescisão indireta do contrato de trabalho e o pagamento de indenização de 10 mil reais por danos morais.

+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago