Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Nicholas Alahverdian, de 34 anos, estava internado em um hospital escocês após contrair a Covid-19. Ele fugiu dos Estados Unidos havia dois anos depois de forjar a própria morte para não responder pelos crimes de agressão sexual e fraude. Nicholas foi localizado pelas autoridades americanas no último dia 13 de dezembro de 2021. As informações são do O Globo.

Em 2018, Nicholas deixou os Estados Unidos no momento em que o seu DNA era analisado pela polícia em um caso de crime sexual. O resultado deu positivo e foi constatado que ele também era procurado por dois estados pelo delito de fraude.

Isso aconteceu graças ao banco de dados dos Estados Unidos, no qual o seu DNA foi inserido, em 2017, após ter sido condenado por agressão sexual em 2008, no estado de Ohio e por outros delitos cometidos em Utah.

Em fevereiro de 2020, a polícia americana recebeu a informação de que Nicolas havia morrido de câncer, mas as autoridades não acreditaram e continuaram à sua procura.

O fugitivo tinha se mudado para a Escócia e adotado o nome de Arthur Knight. A farsa foi descoberta enquanto ele era paciente no Hospital Universitário Queen Elizabeth.

A polícia escocesa informou que a prisão ocorreu em Glasgow “em conexão com um mandado de prisão internacional”.

O procurador de Utah agradeceu à polícia escocesa pela captura de Nicholas, que aguarda a extradição para os Estados Unidos.