Geral

Após seis meses, plenário do Senado reabre “em caráter experimental”

Após cerca de seis meses vazio, o plenário do Senado voltou a receber senadores para discussão e votação de matérias na tarde de hoje (22). É a primeira sessão semipresencial no plenário do Senado. Dessa forma, os senadores que, por algum motivo, não puderam estar no plenário, continuam utilizando o sistema de deliberação remota para votar. Na abertura da sessão, o presidente da Casa, Davi Alcolumbre, destacou os cuidados tomados pelo Senado na reabertura do espaço.

“Nesta semana, em caráter experimental, o Senado volta a deliberar presencialmente em Brasília, com todos as precauções necessárias à preservação da saúde de seus membros e servidores”, disse Alcolumbre. “Como podem ver, todas as providências foram adotadas para garantir a segurança dos senadores e das equipes do Senado, minimizando tanto quanto possível o risco de contaminação, mas garantindo aos senadores o direito de se manifestarem e deliberar”, acrescentou.

O plenário foi reaberto para votação de autoridades. A aprovação de embaixadores e membros de órgãos do Judiciário precisa acontecer presencialmente, com voto secreto e verificação de biometria. Assim, os senadores que participam da sessão ainda por meio remoto, não poderão votar, a menos que se desloquem ao Congresso. Foram dispostos totens eletrônicos na entrada do Congresso e na garagem do Senado, para votação em formato drive-thru.

Senadores utilizam sistema drive-thru para votação na Comissão de Relações Exteriores – Pedro França/Agência Senado

Balanço

Durante seu discurso na abertura da sessão, Alcolumbre citou números da Casa durante as sessões remotas. Foram, segundo ele, 55 sessões e 129 proposições debatidas, incluindo três propostas de emenda à Constituição e quase 40 medidas provisórias e quase cem projetos de lei. As sessões do Congresso Nacional tiveram 38 assuntos votados, entre projetos e vetos presidenciais.

“O Senado da República foi o primeiro parlamento do mundo a realizar deliberações 100% remotas, seguras e com transparência. E é um êxito que merece ser registrado, mas que também demonstra o tamanho das dificuldades que assolaram o Brasil e o mundo nessa pandemia. Centenas de milhares morreram no Brasil, milhões no mundo”, disse Alcolumbre. Vale lembrar que milhares continuam morrendo no país. Só na semana passada foram registradas 4.907 mortes, entre os dias 14 e 19/09, segundo levantamento do Ministério da Saúde.

CCJ

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) reabriu os trabalhos semipresenciais na manhã de hoje. Os senadores da comissão aprovaram três nomes para o Superior Tribunal Militar (STM). Os nomes do tenente-brigadeiro do ar Carlos Augusto Amaral Oliveira e dos almirantes de esquadra Leonardo Puntel e Celso Luiz Nazareth passaram por sabatina antes da aprovação. Agora, as indicações seguem para o plenário.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Raro fenômeno da lua azul ocorrerá durante o Halloween 2020, saiba o significado

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago