Geral

Após salvar filho cadeirante de incêndio, mãe pede ajuda para reconstruir casa destruída

Crédito: Reprodução/TV Morena

Margarida dos Santos, de 57 anos, perdeu a sua casa após um incêndio, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. No meio do fogo, a diarista ainda conseguiu salvar o filho, que é cadeirante. O imóvel da família ficou completamente destruído, eles perderam móveis e o teto da residência veio ao chão por causa das chamas.

O filho da diarista não estava se sentindo bem, então os dois estavam acordados quando a tragédia aconteceu. As primeiras chamas foram vistas por volta das 4 horas, no dia 4 de fevereiro, e se alastraram rapidamente por todo o imóvel. “O teto afundou, foi tudo muito rápido. Não ficou nada, tudo foi destruído”, contou Margarida.

Em entrevista ao G1, a mulher afirmou que perdeu documentos, todos os móveis e a casa ficou inabitável. De acordo com ela, o incêndio teria começado na parte da fiação elétrica da casa. Após ver as primeira chamas, Margarida pegou o filho, o colocou na cadeira de rodas e conseguiu agarrar algumas fraldas que estavam próximas.

“Eu não sei onde achei tanta força, ele é magro, mas é pesado. Peguei ele, coloquei na cadeira de rodas e juntei algumas coisas que estavam por ali. Começou a estralar, tudo. Eu peguei a cadeira e saí. Tinha alguns degraus, me joguei com o meu filho, pensei que cairíamos, mas não, sai correndo e comecei a chamar os vizinhos”, relembrou ela, com os olhos cheios de lágrimas.

O imóvel que é de aluguel, era o lar da família de Margarida há 14 anos. Depois do incêndio, a família está abrigada na casa de uma amiga, próximo a residência que pegou fogo. Com algumas dificuldades financeiras, os familiares contam com ajudas e doações.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



“Preciso de ajuda para arrumar a minha casa. O ato de ajudar é o grande amor do ser humano”, afirmou Margarida.  Quem quiser ajudar a família, basta ligar para o celular da diarista – contato: (67) 9 9179-0999.

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS