Mundo

Após recomendar vodca contra a Covid-19, presidente da Bielorússia contrai a doença

Crédito: Reprodução redes sociais

Alexander Lukashenko (Crédito: Reprodução redes sociais)

O presidente da Bielorússia, Alexander Lukashenko já tinha chamado atenção do noticiário internacional após indicar vodca contra a Covid-19 e considerar a pandemia uma “psicose” e um “frenesi”.

Líder máximo do país do leste europeu, que fica entre a Rússia e a Polônia, Alexander anunciou nesta sexta-feira (28) que testou positivo para o novo coronavírus.

O presidente foi contra desde o início as recomendações das autoridades sanitárias para manter o distanciamento social. Agora, infectado pela doença, Lukashenko poderá, além de ingerir vodca, fazer sauna – métodos apontados por ele para cura da Covid-19.

No poder desde 1994, Alexander chegou a indicar o consumo de álcool para, segundo ele, “envenenar” o vírus.

“Vocês deveriam beber o equivalente a 40-50 mililitros de álcool por dia. Mas não no trabalho”, disse ao jornal britânico The Times.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?