Geral

Após picar estudante, naja deixa zoológico do DF e vai para o Instituto Butantan

Crédito: Reprodução/ TV Globo

A cobra naja que picou o estudante de medicina veterinária Pedro Henrique Krambeck Lehmkuhl, de 22 anos, foi transferida nesta terça-feira (11) para o Instituto Butantan, em São Paulo. De acordo com o Zoológico de Brasília, a víbora-verde-de-voguel também foi levada para a capital paulista.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

https://www.facebook.com/zoobrasilia/posts/1758344824303252

As cobras estavam no serpentário da Fundação Jardim Zoológico de Brasília, no Distrito Federal. No entanto, o zoo já havia declarado que não podia ficar com a serpente de forma definitiva.

Pedro Henrique Krambeck Lehmkul foi picado pela naja no último dia 7 de julho e foi internado logo após o episódio em um hospital privado na Região Administrativa do Gama, a 30 quilômetros do centro de Brasília. O quadro do rapaz evoluiu para estado grave e ele chegou a ser colocado em coma induzido.

O Instituto Butantã era o único no país que tinha antídoto para o veneno da naja. Todas as doses foram enviadas para o Distrito Federal para socorrer o jovem. Enquanto se recuperava, a Polícia Civil passou a investigar o caso, já que a serpente, assim como outras espécies apreendidas, não é nativa do Brasil. No último dia 29, o estudante chegou a ser preso temporariamente.

 

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Nova Honda CB125F 2021 consegue fazer o recorde de 67 km/l

+ Fazenda 2020: Mariano e Jake se beijam na área externa da casa

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea