Mundo

Após Nápoles, Roma lança manifesto em defesa da pizza romana

ROMA, 14 SET (ANSA) – A pizza napolitana é famosa no mundo todo e já foi reconhecida como patrimônio da Unesco. Mas sãos os pizzaiolos da capital da Itália que têm ganhado destaque nos últimos tempos, com a técnica que chamam de “pizza romana”.   

A diferença é que a massa da pizza romana é estendida com um rolo, ao invés de usar as mãos, como é feito na técnica napolitana. O resultado é uma pizza mais fina e com as bordas chamuscadas – parecida com as servidas no Brasil. Dois estilos diferentes, mas ambos apreciados pelos consumidores, ao ponto em que as pizzarias italianas já começaram a oferecer a tradicional “margherita” nas duas versões. Com a fama, os pizzaiolos do estilo romano se uniram e organizaram o 1º “Dia da Pizza Romano”, celebrado ontem (13), com a participação de 20 restaurantes, os quais ofereceram um menu clássico composto por Margherita, Napolitana, Capricciosa, Funghi e Fiori.   

Na ocasião, também foi lançado um “manifesto da pizza romana”, com 10 pontos para preservar a técnica da capital. “Com o Dia da Pizza Romana, começa o trabalho dos assinantes desse manifesto: o de restituir a dignidade a um estilo muitas vezes considerado inferior, marginal e até inexistente”, diz o texto. Mas, no próximo 16 de outubro, acontecerá a 3ª edição do #PizzaAward, promovido pelo MySocial Recipe, que premiará o pizzaiolo protagonista do ano e a pizzaria do ano. Quem vencerá a batalha: os romanos ou napolitanos? (ANSA)