Esportes

Após mal súbito de Eriksen, Dinamarca pede alterações nos procedimentos da Uefa


A forma como foi tratado o caso do mal súbito que o meia Christian Eriksen teve no último sábado, na partida da Dinamarca contra a Finlândia, em Copenhague, na estreia pela Eurocopa, não foi bem aceito pelos dirigentes dinamarqueses. Nesta quarta-feira, a Associação Dinamarquesa de Futebol (DBU, na sigla em dinamarquês) pediu à Uefa que altere seus procedimentos após o ocorrido e a subsequente decisão de retomar o jogo.

O jogador da Internazionale, que teve que ser ressuscitado no gramado, passa bem, mas segue sob observação no hospital Rigshospitalet, em Copenhague. A seleção da Dinamarca teve a oportunidade de reiniciar a partida na mesma noite ou no dia seguinte, mas apesar de claramente abalados, voltaram ao jogo e perderam por 1 a 0. O técnico Kasper Hjulmand e seus jogadores disseram que preferiam não ter jogado.

“Foi uma decisão errada e completamente insustentável que os jogadores tivessem que estar em campo logo após a terrível experiência. Essa é uma situação em que jogadores e treinadores não devem ser colocados porque não é e não deve ser decisão deles”, disse o presidente da DBU, Jesper Moller, em comunicado oficial nesta quarta-feira.

“Agora queremos uma avaliação de todo o processo de tomada de decisão para que possamos colocar todos os fatos e informações relevantes sobre a mesa. Devemos olhar para uma mudança nas regras para garantir que nunca mais estaremos na mesma situação. Estamos prontos para apresentar uma resolução à Uefa”, acrescentou o dirigente.

Nesta quinta-feira, a Dinamarca enfrentará a Bélgica, novamente em Copenhague, pela segunda rodada do Grupo B. Na entrevista coletiva, Hjulmand disse que Eriksen deve acompanhar pela televisão e até ouvir de longe a partida. “Acredito que o Christian vai assistir. É uma situação muito louca. O hospital é do lado de (estádio) Parken, quando ele olhar pela janela, vai poder ouvir tudo de lá. Acredito que ele vai estar de camisa da Dinamarca assistindo o jogo”, declarou.

A seleção da Dinamarca terá um ônibus disponível nesta quarta-feira para os jogadores que quiserem voltar à arena e se prepararem emocionalmente para o retorno ao cenário do episódio traumático do último sábado. “Vai ser emocionante voltar ao estádio Parken. Sei que vamos ter um apoio sensacional da torcida, do nosso país. Temos que estar preparados para essa emoção. Temos que estar prontos para jogar, usar essa energia positivamente, mostrar a nossa identidade, como lutamos”, afirmou Hjulmand.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago