Esportes

Após início de greve, elenco da Ponte se acerta com a direção e volta a treinar

Com a promessa feita pelo presidente Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho, de que será realizado o pagamento do salário de dezembro, o 13.º e um mês de direito de imagem, os jogadores da Ponte Preta encerraram o princípio de greve e voltaram a treinar nesta quinta-feira.

O elenco se reuniu com o mandatário, nesta quinta-feira, por cerca de duas horas no CT do Jardim Eulina, em Campinas (SP), para expor o descontentamento com os atrasos salariais. A conversa serviu como uma “lavagem de roupa suja” após o grupo ter se negado a treinar na última quarta-feira.

Os pagamentos deverão acontecer já nesta sexta-feira. A Ponte Preta estaria devendo três meses de direito de imagem, premiações por vitórias ao longo da Série B do Campeonato Brasileiro, 13.º salário e férias. Além disso, o clube cortou 25% dos direitos de imagem no início da pandemia do novo coronavírus e fez um acordo com o elenco em pagar o valor em 10 vezes. Mas apenas uma parcela foi paga até agora.

Após empatar por 2 a 2 com o Cuiabá, em casa, a Ponte Preta parou no sétimo lugar com 48 pontos, a quatro do G4 da Série B. Neste domingo, a equipe voltará a campo para encarar o ameaçado Náutico, às 16 horas, novamente no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, no enceramento da 35.ª rodada.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel