O tenista britânico Andy Murray ainda não decidiu se jogará em Wimbledon na próxima semana. Ex-número um do mundo e bicampeão do Grand Slam inglês (2013 e 2016), Murray passou por uma cirurgia nas costas no sábado.

A decisão de se submeter a um procedimento cirúrgico veio depois da desistência no Torneio de Queen’s na semana passada. Aos 37 anos, Murray abandonou a partida contra o australiano Jordan Thompson pela segunda rodada do evento, do qual é pentacampeão. Ele deixou a quadra quando perdia o primeiro set por 4 a 1 e foi ovacionado pela torcida.

A equipe de Murray afirmou em comunicado nesta segunda-feira que o tenista “continua trabalhando com sua equipe médica para confirmar quando retornará às quadras”. “Nesta fase, nenhuma decisão foi tomada e iremos atualizá-la assim que algo for finalizado”, afirma o comunicado.

Após uma série de contusões, Murray ocupa apenas a 115ª posição no ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e já manifestou sua intenção de se aposentar nesta temporada. Além dos títulos de Wimbledon, ele também é bicampeão olímpico (Londres-2012 e Rio-2016). Ele já foi anunciado pelo Comitê Olímpico Britânico como um dos representantes do tênis do país nos Jogos de Paris-2024, mas a quinta participação olímpica de Murray virou uma incógnita após a cirurgia

A primeira rodada de Wimbledon começa na próxima segunda-feira. O torneio de tênis de Paris-2024 tem início no dia 27 de julho no complexo de Roland Garros.