Brasil

Após cinco anos, empresária vai a júri acusada de matar marido enquanto dormia

Crédito: Reprodução/Arquivo Pessoal

A empresária Andressa Ramos de Araújo vai a júri em São Paulo (SP), nesta quarta-feira (12), acusada de matar o marido, o representante comercial Sérgio Fernandes, com um tiro na nunca enquanto ele dormia.  O crime aconteceu há mais de cinco anos. As informações são do G1.

Segundo o Ministério Público (MP), Andressa cometeu o crime, em 24 de janeiro de 2013, para ficar com os bens dos casal. A Promotoria alega que ela premeditou o assassinato e alterou a cena do crime, carregando o corpo enrolado numa coberta até a garagem. Ela estava casada havia 12 anos e tem um filho, que estava no imóvel quando o pai foi morto.

Andressa nega a acusação e diz que agiu em legítima defesa após ter sido traída, xingada e agredida fisicamente pelo companheiro. “Ele chegou embriagado, gritando: ‘Hoje eu é que vou dormir na cama. Sai daí’. Depois vi os ‘torpedos’ [mensagens de outras mulheres no celular]. Em seguida, gritou para eu parar de mexer nas coisas dele. Então eu perguntei se era isso o que ele fazia enquanto trabalhava e eu cuidava do nosso filho e de nossa casa”, disse ela em entrevista ao G1.

Ela ainda disse que encontrou a arma que era do marido numa gaveta e deu o tiro de forma acidental, sem intenção de matar.

 

Tópicos

crime São Paulo