Esportes

Após chorar, Simone Biles ‘treina’ com cachorro e espera pelos Jogos de Tóquio

O adiamento dos Jogos de Tóquio para o ano que vem fez a maior atleta da atualidade chorar. A norte-americana, de 23 anos, revelou seu descontentamento, nesta quarta-feira, em entrevista ao “The Talk Show”, mas falou também do “treinamento” com o cachorro, de sua preparação para a sua segunda Olimpíada e da prioridade em se cuidar da saúde mundial.

“Chorei, mas no final das contas, foi a decisão certa”, disse Biles. “Precisamos ter certeza de que todos os Estados Unidos e o mundo estão seguros”, afirmou a atleta, que domina a ginástica nos últimos sete anos.

Por causa do coronavírus, Biles está se exercitando em sua casa em Columbus, Ohio. Além dos trabalhos abdominais, flexibilidade e força, a ganhadora de quatro medalhas de ouro e uma de bronze nos Jogos do Rio-2916, “treina” com o cachorro em passeios diários.

“Mentalmente, mais um ano, acho que isso vai nos afetar”, disse Biles, que passou um ano “sabático” em 2017 para relaxar o corpo. Voltou ainda melhor e soma 25 pódios, com 19 medalhas de ouro em campeonatos mundiais.

A americana, de 1,45 metro de altura, planeja como poderá ser seu retorno aos treinamentos. “Só estou tentando me manter saudável e em forma antes que eu possa retornar ao ginásio e iniciar o processo de treinamento novamente.”

+ Briga de vizinhos termina com personal trainer morta a facadas no interior de SP

Veja também

+ Quarta parcela do auxílio sai hoje (14) para os nascidos em agosto

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?