Esportes

Após caso de agressão, jogadoras do PSG voltam aos treinos


PARIS, 7 DEZ (ANSA) – O técnico da equipe feminina do Paris Saint-Germain, Didier Ollé-Nicolle, anunciou nesta terça-feira (7) que as jogadoras Aminata Diallo e Kheira Hamraoui voltaram aos treinamentos.   

No início de novembro, Hamraoui foi atacada por homens encapuzados logo depois de um evento organizado pelo PSG. Diallo foi acusada de ter sido a mandante da agressão à sua colega e ficou presa por 36 horas, mas foi liberada por falta de provas.   

Os agressores, que estavam armados com barras de ferro, golpearam as pernas de Hamraoui, que ficou de fora do jogo contra o Real Madrid, pela Liga dos Campeões. Diallo, que estava com a companheira de equipe no momento do ataque, teve apenas seu carro danificado.   

O jornal L’Équipe apontou que o principal motivo das agressões seria uma rivalidade ou disputa pela titularidade na equipe francesa.   

“São jogadoras que não atuam há mais de um mês e que treinaram somente algumas vezes. O lado físico e mental é muito importante para uma atleta de alto nível, é como se estivessem lesionadas, leva tempo para voltar. Temos que nos acostumar a viver juntos novamente”, disse o comandante do PSG.   

Vice-líder do Campeonato Francês da categoria, o Paris Saint-Germain enfrentará amanhã (8) em Kiev, na Ucrânia, a equipe do Zhytlobud, pela penúltima rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. (ANSA).   


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua